sexta-feira, 19 de agosto de 2011

        Pieter Brueghel é um dos pintores que mais admiro. Parte do meu mestrado foi o estudo de uma das obras dele, O Triunfo da Morte (1562), e esse convívio com seus trabalhos me ajudou muito na ilustração. As pinturas dele continuam vivas, ajustam-se a qualquer época, tanto pelo conteúdo qto pela forma e expressividade. O jeito como ele compõe as cores e o intenso movimento que consegue dar às figuras têm muita relação com a narrativa gráfica ou mesmo com o cinema. E é fantástico prestar uma homenagem a esse artista pela segunda vez, com a releitura da obra "Parábola dos Cegos" (1568).



Nenhum comentário:

Postar um comentário