sexta-feira, 9 de agosto de 2013

Ilustra para o artigo "É o crescimento de renda, estúpido!", na Folha de São Paulo, caderno Mercado,sobre o avanço do índice de crescimento de renda do brasileiro, que comparado ao período de 1993, vive mais no plano formal de classe de renda, com carteira assinada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário